AIRES MATEUS FREDERICO VALSASSINA


Uma intervenção, um projecto, deve pôr em evidência os valores encontrados, lendo, seleccionando e sublinhando um legado do tempo e da história.

No Projecto de recuperação do Palácio Condes de Murça, o contexto é o centro histórico, nobre, da cidade de Lisboa, junto ao rio Tejo, um lugar de continuidades urbanas, densas, pontuadas por edifícios notáveis: Palácios, Conventos e Igrejas. O edifício, monumental, tem a sobriedade da nossa História e na sua continuidade o Projecto assenta.

A recuperação do Palácio tira partido do valor do “peso” tectónico dos muros, da sua pedra, do seu rigor e da sua escala introduzindo mais um nível temporal, com liberdade, dos valores do nosso tempo.

O edifício novo é entendido como o limite do Jardim um “Muro Habitado”, transparente sobre o novo pátio, o Palácio recuperado e a cidade. Um muro que alberga as funções do habitar complementadas em espaços exteriores que os prolongam e potenciam as suas vivências.
© 2014 Palácio Condes de Murça. Todos os direitos reservados.